Login Espanha Portugal

se nos abraçarmos o futuro é nosso somos diferentes, mas somos irmãos gémeos portugal e espanha a uma só voz serão respeitados portugal e espanha têm riqueza comum para gerir juntos descobrimos o mundo

Actualidade


1 de Dezembro.

1º de Dezembro.

 

Pode parecer que falar do 1º de Dezembro possa ser constrangedor para este movimento, todo o contrário, somos muito conscientes do passado, e por isso queremos projectar um futuro melhor para todos os Ibéricos. O dia 1 de Dezembro de 1640 foi o dia em que aconteceu uma revolta de alguns nobres Portugueses que alastrou a todo o reino e que pôs fim ao governo de Portugal por Felipe III de Portuga e IV de Espanha. Volvidos 376 anos estaremos os Portugueses ou qualquer outro povo, dito, Ocidental realmente independentes? É do conhecimento de todos que, as posses Portuguesas sempre foram cobiçadas por estrangeiros, tivessem sido eles Espanhóis, Franceses, Ingleses e até Alemães. Não fosse a astúcia de alguns Portugueses e teríamos sido presa fácil para qualquer das nações atrás referidas. As questões com Espanha foram mais resultado de maus acordos e casamentos que outra coisa. Nas invasões Francesas, foi Inglaterra que, a pedido de Portugal, se colocou no terreno e impediu que o Império de Bonaparte se estendesse até esta ocidental praia lusitana, depois disso os Ingleses cobraram muito bem o apoio disponibilizado a Portugal. Assim e evocando o Mapa-cor-de-Rosa em que Portugal tinha o domínio a faixa entre Angola e Moçambique, Inglaterra fez um ultimato a Portugal, ou Portugal abria mão de parte dos seus domínios em África, do que é hoje a Zâmbia, o Zimbabué e o Malaui e ainda parte do Congo e da Tanzânia, ou Portugal tinha uma guerra com Inglaterra. D. Carlos I, consciente das limitações Portuguesas anuiu ao ultimato de Inglaterra e livrou Portugal de uma guerra inútil. Assim, embora politicamente, Portugal era independente de Espanha, passou a ser vassalo de Inglaterra, tendo soberania sido questionada pelos republicanos que iniciaram o processo de desacreditação da monarquia tendo culminado no dia 5 de 1910. Durante boa parte o sec XX, e fruto do isolacionismo do "estado novo" Portugal manteve-se tão soberano que perdeu o contacto com o mundo, parou no tempo, singrou a miséria social, mas, economicamente, pelo menos, independentes. Com a adesão de Portugal à então CEE e posteriormente com a adopção do Euro, o sentido de independência esbateu-se muito. Conservávamos a bandeira, o hino Nacional, a seleção Nacional, mas, fomos submetidos ao controlo apertado que Bruxelas exerce sobre os país do Euro-grupo. Isto é, já não nos gerimos como nos parece melhor, gerimo-nos como Bruxelas manda. Mais uma vez o sentido de independência caiu a pique e hoje já não existe uma independência formal, mas sim, um certo compromisso entre a soberania Nacional e os interesses de uma confederação de Nações espelhadas na UE e mais restritamente no Euro-grupo. Desde há muito que o mPI e o Íber defendem uma maior restituição de soberania aos Ibéricos, apresentando um modelo governativo justo e equilibrado que permita que a nossa amada península Ibérica e a Iberofonia em geral, tenham um papel preponderante a nível global e onde as soberanias sejam geridas de forma que, as pessoas e as instituições alcancem um estado de prosperidade, solidariedade e justiça condizentes com o que nos é devido por direito. Queremos libertar-nos das tiranias de quem controla a seu belo prazer e sem qualquer espécie de escrúpulos as nossas vidas presentes e futuras. Queremos livrar-nos da escravidão da especulação, constantemente, gerida de forma agiota e inquisitória das nossas instituições. Queremos responsabilidade, exigência, sentido de dever, orgulho de quem somos, solidariedade, e a restituição de valores condizentes com uma sociedade do século XXI.

 

Fonte: mPI - 12/12/17


« Voltar

 


 

Bem-vindos ao nosso site

O mPI é um movimento com vista a romper com o sistema instituído, de forma a dar início a uma nova era de esperança e prosperidade em Portugal e Espanha.

Continuar a ler »
Movimento Partido Ibérico
na Imprensa

Inquérito

Portugal e Espanha devem definir políticas comuns?




Inquéritos Anteriores »

2012 © Movimento Partido Ibérico
desenvolvido por: dbest-design