Login Espanha Portugal

se nos abraçarmos o futuro é nosso somos diferentes, mas somos irmãos gémeos portugal e espanha a uma só voz serão respeitados portugal e espanha têm riqueza comum para gerir juntos descobrimos o mundo

Actualidade


1 de dezembro 1640, restauração da independência.

1 de dezembro 1640, restauração da independência.

 

Em 2012 e em pleno reinado da Troica, todos nos demos conta que Portugal estava a ser governado por um grupo de rapazes que mal sabiam onde fica Portugal, mas, bem-trajados, instruídos e mandatados para a tarefa pelo poder tecnocrático Europeu. Também podemos perguntar se a troica era necessária dada a emergência financeira de que Portugal sofria? Sim, era necessária. Uma intervenção de fundo era urgente, ou seja, um programa de ajustamento tinha de ser implementado, para nós a função estava correta, a forma é que não era aceitável. Portugal, a seguir ao 25 de abril caiu numa espiral de desgoverno potenciado pelo dinheiro fácil, pelo facilitismo geral, pela sensação de impunidade geral, pela completa ausência da meritocracia, pelo afastamento da política de estadistas e pessoas idóneas, que podiam trazer qualidade à coisa pública e valor ao país, também pelo assalto ao país por parte de interesses completamente alheios aos interesses das pessoas. Por conseguinte Portugal deixou de o ser, deixámos de ter uma visão universal e regredimos para uma visão subordinada à faceira condicionante de uma agenda internacional e lobbies com interesses duvidosos. Assim, era, e continua a ser imperativo que Portugal escolha o caminho da soberania. É evidente que uma aliança Ibérica bem delineada, rigorosa, justa e equilibrada pode ser uma solução para todos os Ibéricos de boa vontade terem o que lhes é devido: respeito, justiça, solidariedade, em suma, prosperidade.

 

Em fevereiro de 2012 o mPI viu a luz do dia, foi criado um movimento cívico em Portugal e em Espanha e definimo-lo como Iberismo para o sec. XXI. Colocámos preto no branco os pilares mestres deste edifício Ibérico: A partilha de ministérios, o Banco Central Ibérico, o nosso mar veículo para um futuro sustentável, a cumplicidade Ibérica para uma melhor gestão de recursos naturais, uma maior autossuficiência alimentar e energética, a harmonização fiscal Ibérica, aliado a isto, trazer para o processo o mundo iberófono global. É evidente que este nível de integração pede uma confederação de países, sublinhamos a palavra confederação e não federação, que de forma coordenada e convenientemente articulada possa dar corpo a esta nova epopeia. Atualmente, o mPI Espanha é o Íber, um partido político nacional legalizado que, para já, integra o governo da cidade de Puertollano na pessoa da vereadora Maria José Linde Romero: mulher, empresária, mãe, esposa, trabalhadora e cidadã exemplar que, sabiamente tem representado os reais interesses daquela comunidade na Câmara Municipal de Puertollano.

 
Hoje, 1 de dezembro de 2021 sabemos como nunca que uma cumplicidade Ibérica, na forma de uma confederação, faria tremer as pernas de muita gente que se tem instalado e traria a luz ao fundo do túnel aos Ibéricos de boa vontade, sublinhamos, Ibéricos de boa vontade, porque, os que não tiverem esta predisposição irão ter uma vida difícil.

 

Por último, não, não queremos restaurar a União Ibérica, queremos restaurar a vida que merecemos! 

 

Fonte: mPI - 25/06/22


« Voltar

 


 

Bem-vindos ao nosso site

O mPI é um movimento com vista a romper com o sistema instituído, de forma a dar início a uma nova era de esperança e prosperidade em Portugal e Espanha.

Continuar a ler »
Movimento Partido Ibérico
na Imprensa

Inquérito

Portugal e Espanha devem definir políticas comuns?




Inquéritos Anteriores »

2012 © Movimento Partido Ibérico
desenvolvido por: dbest-design