Login Espanha Portugal

se nos abraçarmos o futuro é nosso somos diferentes, mas somos irmãos gémeos portugal e espanha a uma só voz serão respeitados portugal e espanha têm riqueza comum para gerir juntos descobrimos o mundo

Actualidade


Afinal, Ibérico já não é só presunto

Afinal, Ibérico já não é só presunto

 

Afinal, Ibérico já não é só presunto. Hoje, 21 de outubro de 2022 estamos, por exemplo, como em 21 de outubro de 1991, Iraque ou 21 de outubro de 1994, Bósnia ou 21 de outubro de 1944, França ou 21 de outubro de 1914, Bélgica, ou seja, ninguém aprende com o passado, quando se trata de pôr a testosterona a governar o cérebro, dá nisto: guerra, horror, fome e miséria. Portugal e Espanha, passado a fase medieval em que a lei do aço era a que imperava, a península Ibérica vive hoje, de forma inegável e muito visível, o que chamamos de Iberismo real. Até 2012 a única coisa que os Portugueses queriam saber com o nome -Ibérico- era o presunto, tudo o resto soava a politicamente incorreto ou, no mínimo inconveniente e a data de 1580 brotava constantemente das mentes patrioteiras, guardiãs das fronteiras e da identidade Lusa. Colocar o novo paradigma do Iberismo responsável, viável e respeitador dos interesses de todos os Ibéricos de boa vontade, à luz do dia, foi o intuito do movimento partido Ibérico, fundado em Portugal e Espanha em 2012. Nessa altura definimos como pilares desta -grande casa onde todos têm assento-i um conjunto de premissas baseadas no respeito mútuo, na diversidade, na solidariedade, na exigência e responsabilidade, mas, também na cumplicidade Ibérica. A cumplicidade Ibérica nunca deu tantas vantagens aos Ibéricos como hoje. Desde 2012, de forma sistemática e integrada, enviamos de forma discreta, com responsabilidade e elevação, as nossas propostas aos executivos de Portugal e Espanha. Paulatinamente têm-se aproximado das mesmas, coordenando de forma conjunta, políticas de vital importância para os dois países; dando aliás, voz a Pedro Sánchez que em 21 de novembro de 2018 proclamava, na XXX Cimeira Luso-Espanhola de Valladolid, também presenciada pelo mPI, a seguinte frase: -Portugal e Espanha necessitam de mais Iberismo-ii. Todos temos visto, ouvido e lido a desmultiplicação de esforços que os governos Ibéricos têm encetado para que, dos Pirenéus para cá, tenhamos mais peso específico nos corredores das instituições Europeias. Todos, também, já chegámos à conclusão de que a palavra Ibérico, afinal, pode ser sinónimo de mais justiça e coesão social e territorial. Portugal e Espanha nos últimos anos têm alcançado objetivos que se fossem propostos a título individual não os teriam conseguido. Em 2014 Pedro Passos e Mariano Rajoy exigiram num Concelho Europeu, afirmando conjuntamente que, a Península Ibérica tinha de deixar de ser uma ilha em termos energéticos e as interligações de gás e eletricidade, para bem de todos, tinham de ser incrementadas. Em 2015 no seguimento desta posição Ibérica, a exportação de energia derivada de fontes renováveis, que a península Ibérica consegui, foi o triplo: passou de 3% para 10%iii. Por outro lado e em termos energéticos, o Mercado Ibérico de Eletricidade -Mibel-iv é um mecanismo que, atendendo à atual situação bélica na Europa, permite a mitigação da instabilidade dos preços com vantagens para os dois países. Nos últimos dias, a palavra -Ibérico- tem tido uma presença constante nas nossas vidas a propósito do Gasoduto Ibérico que, desde 2014 França está a boicotar. Finalmente, ontem 20 de outubro de 2022, foi conseguido um acordo para a construção de um gasoduto Ibérico, entre Espanha e França, de forma a estabelecer uma ligação com capacidade suficiente para apoiar o abastecimento da Europa Central, hoje em dificuldades em termos energéticos. Para finalizar, apenas referir que, aquando da Cimeira Luso-Espanhola de 2017 em Vila Real, o movimento Partido Ibérico mPI e o Partido Ibérico Íber apresentaram um documento intitulado -111 Medidas Para o Entendimento Ibérico-v, ainda no nosso ideário. Nesse documento apresentamos, no capítulo Energia, justamente, um ponto que pede uma maior e mais efetiva interligação energética com França e o resto da Europa. Se nos dessem crédito, hoje, não teria de ser feito este trabalho á pressa e com enorme prejuízo e inconvenientes de toda a ordem para todos. Ainda assim, o nosso esforço é constante e todos os dias lutamos para que a Península Ibérica possa ser um exemplo global e trazer a prosperidade que todos os Ibéricos de boa vontade merecem. Até breve! i Casimiro Sánchez Calderón ii https://www.rtp.pt/noticias/mundo/portugal-e-espanha-em-valladolid-na-30a-cimeira-luso-espanhola_v1113017 iii https://www.rtp.pt/noticias/economia/espanha-e-franca-anunciam-tres-novas-interligacoes-eletricas-na-cimeira-de-madrid_n808524 iv https://www.mibel.com/ v http://movimentopartidoiberico.com/detalhe-actualidades.php?id=749&fbclid=IwAR29JMEbMqL1oTRXhDTeqKgFerITFuw44s-cp3Kln8I3HnChWZlpGMpv0NA

 

Fonte: mPI - 23/02/24


« Voltar

 


 

Bem-vindos ao nosso site

O mPI é um movimento com vista a romper com o sistema instituído, de forma a dar início a uma nova era de esperança e prosperidade em Portugal e Espanha.

Continuar a ler »
Movimento Partido Ibérico
na Imprensa

Inquérito

Portugal e Espanha devem definir políticas comuns?




Inquéritos Anteriores »

2012 © Movimento Partido Ibérico
desenvolvido por: dbest-design